terça-feira, 8 de outubro de 2013

TER TOTAL CONFIANÇA NAQUILO QUE PEDIMOS.

MATEUS 8. 5 – 13

Tendo Jesus entrado em Cafarnaum, apresentou-se-lhe um centurião, implorando: Senhor, o meu criado jaz em casa, de cama, paralítico, sofrendo horrivelmente. Jesus lhe disse: Eu irei curá-lo.  Mas o centurião respondeu: Senhor, não sou digno de que entres em minha casa; mas apenas manda com uma palavra, e o meu rapaz será curado. Pois também eu sou homem sujeito à autoridade, tenho soldados às minhas ordens e digo a este: vai, e ele vai; e a outro: vem, e ele vem; e ao meu servo: faze isto, e ele o faz. Ouvindo isto, admirou-se Jesus e disse aos que o seguiam: Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel achei fé como esta. Digo-vos que muitos virão do Oriente e do Ocidente e tomarão lugares à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no reino dos céus. Ao passo que os filhos do reino serão lançados para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes. Então, disse Jesus ao centurião: Vai-te, e seja feito conforme a tua fé. E, naquela mesma hora, o servo foi curado. [1]



Ao olhar para esse texto, podemos nos perguntar! Qual é a nossa posição nesta noite? Qual é o tamanho da nossa fé? Qual é a nossa atitude diante de uma dificuldade? Qual é o nosso comportamento ao ver uns dos nossos sofrendo? Esta passagem que acabamos de ler é belíssima para cada um de nós refletirmos sobre a nossa vida e naquilo que eu desejo receber nesta noite.... Uma vez que, essa passagem mostra-me um comportamento saudável e de uma humildade sobrenatural que aos olhos daquele povo e dos religiosos de plantão era impossível.

·         Ser um Centurião era ter domínio em 100 soldados. Além disso, fazia parte de um grande exército Romano e como todos sabem, os Romanos dominavam quase todas as regiões que passavam. Ou seja, aos olhos do povo, nem os Romanos e muito menos os Centuriões eram bem vistos pela sociedade local.  

Um oficial Romano, era um sujeito que tinha total confiança nas suas ordens. O próprio Centurião fez questão de lembrar Jesus Cristo disso. E creio que o próprio Jesus também já sabia dessa realidade.

Porém, o que podemos aprender com a atitude do Centurião num culto de cura e libertação!

  •     1º.            Apresentar-se quem é você.
  •     2º.            Humilhar-se diante de Jesus Cristo.
  •     3º.            Cair por terra todo orgulho.
  •     4º.            Contar seus problemas pra Ele e ter fé.
  •     5º.            Receber seu milagre.


Desejo lembrar que Jesus por onde Ele passava, Ele levava salvação. Uma vez que, salvação também tem haver com cura... Por isso, vamos conversar um pouco sobre os cinco pontos que coloquei tanto na atitude do Centurião como a nossa própria atitude.

1. Apresentar-se diante de Cristo: É fundamental. Pois, às vezes chegamos diante d`Ele de qualquer forma e jeito. Saímos pedindo coisas e coisas e não focamos e fixamos naquilo que é de real importância para nossa vida. O próprio Centurião fez isso de uma forma muito pacífica e tranquila para um homem que estava sujeito a autoridade. Isto é, ele chegou desarmado. Pois, sabia que tinha deixado pra trás um bom homem, um servo fiel, um servo amado, um amigo, um irmão ou até mesmo um pai. Já que ele demostrou tamanho amor e respeito por esse servo... Existe um pretexto na Bíblia que nos mostra o seguinte: mas há amigo mais chegado do que um irmão. (Pv 18. 24b)

2. Humilhar-se diante de Jesus Cristo: O Centurião demostrou uma fé genuína. Ou seja, chegou puro, sincero e franco. Pois, o humilhar-se aqui, não foi dessa forma que a grande maioria das pessoas imaginam que é, ficar rebaixado ou desacreditado... Mas, verdadeiramente torna-se humilde. E aqui meus amados/as são para poucos/as.

Pois quantas pessoas, estamos olhando sofrendo e sofrendo por falta de se tornar-se humilde... O Centurião no mínimo pela sua posição era uma pessoa que tinha dinheiro, poder, etnia (cultural e de idioma, por exemplo) e principalmente seu orgulho. Já que sabemos que ser Romano era ter status. Porém, a atitude de chegar perto de Jesus Cristo e pedir uma ajuda surpreenderam até mesmo os mais incrédulos e autoridade daquela cidade. 

3. Cair por terra todo orgulho: Já que naquela situação, quem tinha poder e autoridade para mudar qualquer realidade não era o Centurião e sim Jesus Cristo. Uma vez que nem o seu dinheiro foi capaz de curar o seu servo. Já que podemos observar que na atitude desse oficial, um reconhecimento de poder e autoridade nas coisas visíveis e invisíveis vinda da parte de Deus sobre a vida de Jesus Cristo. Por que ele ouvia falar de todas as coisas que aquele Homem estava fazendo nas cidades por onde passava e por isso eu creio que ele chegou perto de Jesus e pediu ajuda.

4. Contar seus problemas pra Ele e ter fé: Esse homem não só contou dos problemas que ele enfrentava na sua casa, como também Jesus observou toda a sua vida pessoal através daquela atitude. Isto é, Ele ouvindo o Centurião e chegou numa conclusão na fé que aquele homem tinha. E por isso, admirou-se Jesus. Ou seja, ouviu com interesse seus problemas e dificuldades.

5. Receber seu milagre: Depois de todas as atitudes do Centurião, Jesus Cristo liberou uma palavra de salvação e cura que pela fé atingiu toda a sua casa. Já que observou no pedido do Centurião uma verdade. Pois, pediu para seu próximo.

Mas existe uma sacada tremenda aqui que é o seguinte... Não ter medo de se aproximar de Jesus Cristo por nada. Já que sabemos que Ele é capaz de sarar. E sarar numa expectativa mais ampla que pode ser também: dar, restituir, cicatrizar, eliminar coisas e defeitos, curar e libertar...

A Bíblia nos mostra que todos/as que mudaram a sua vida e mudaram a sua história, tiveram que dar um passo em direção a Cristo...  E isso é uma verdade inquestionável. Já que Jesus quer ver a nossa disposição de ir ao Seu encontro...

Os quatro primeiros passos desse sermão não precisam de uma sequência lógica... Mas, o ultimo ponto é fundamental para qualquer cristãos/ãs que é receber seu milagre. O Centurião através da sua atitude recebeu o seu milagre por que sabia quem poderia resolver.  E quantas vezes amados/as estamos perdendo essa razão. Estamos procurando em lugares errados e sem um principio cristão.

Por isso, podemos pegar a atitude do Centurião e fazer uma reflexão da nossa vida e também ministério. Tirar todo orgulho e status que está nos impedindo de se aproximar mais e mais de Cristo.

Sabemos que Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo sabem das nossas dificuldades e problemas... Mas, sempre temos que voltar ao primeiro Amor e dar um passo sempre na direção d`Eles.

Desejo lembrar cada um e cada uma o seguinte: Deus deseja liberar cura e saúde para todos/as nesta noite. Porém, o mais importante agora e chegar diante dÈle e abrir a boca e clamar por socorro. Orar, para aqueles/as que por algum motivo de saúde física ou mental, não tiveram condições de estar aqui...

Porém, olha a atitude do Centurião... Basta uma palavra do Senhor e tudo muda.

Que nesta noite o exemplo do Centurião verdadeiramente venha nos impactar de uma forma sobrenatural.

Pois o Nosso Senhor Jesus Cristo quer liberar uma Palavra de salvação neste lugar... Por isso, faça comigo essa oração.

Senhor Jesus... Que a atitude do Centurião... Venha ser exemplo constante... Na minha vida... No meio ministério... Na minha casa... Na minha família e amigos... Cremos Senhor... Que uma palavra Sua... Muda o rumo... A história... Da minha vida e dos meus amigos e também inimigos... Caia por terra... Tudo aquilo... Que tem tirado... Me afastado... De ser aproximar do Senhor... Desejo nesta noite... Pedir pela minha vida... E pedir pela vida do meu próximo... Que haja cura e libertação... Salvação... E que o Seu amor e cuidado possa está presente sempre e sempre comigo... Obrigado Senhor... Pelo Teu cuidado... E ensinamentos... Em Nome de Jesus Cristo. Amém.

Deus deseja mudar muita coisa na nossa vida... Dá um passo na direção certa. Procure Jesus Cristo e peça a ele ajuda e transformação por completo na sua vida e também ministério. Jesus gosta de ver corações sinceros e humildes diante d`Ele. E creia mais uma vez nesta palavra... Uma palavra de Jesus Cristo, basta para mudar sua realidade e também daqueles e daquelas que lhe cercam e que você ama.

Que o Eterno te abençoe e te guarde... Que Ele faça resplandecer Teu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti... Que o Eterno sobre ti levante teu rosto e lhe de a paz...

Pastor Anderson Magno - 08 de Outubro de 2013 - Sermão pregado na Igreja Metodista em Vila Mazzei - São Paulo.



[1] Sociedade Bíblica do Brasil. 2003; 2005. Almeida Revista e Atualizada - Com Números de Strong. Sociedade Bíblica do Brasil.

domingo, 6 de outubro de 2013

SANTA CEIA DO SENHOR: salvação e serviço para o povo.

TEXTO BÍBLICO MOTIVADOR: Lucas 22. 14 – 20

Chegada a hora, pôs-se Jesus à mesa, e com ele os apóstolos. E disse-lhes: Tenho desejado ansiosamente comer convosco esta Páscoa, antes do meu sofrimento. Pois vos digo que nunca mais a comerei, até que ela se cumpra no reino de Deus. E, tomando um cálice, havendo dado graças, disse: Recebei e reparti entre vós; pois vos digo que, de agora em diante, não mais beberei do fruto da videira, até que venha o reino de Deus. E, tomando um pão, tendo dado graças, o partiu e lhes deu, dizendo: Isto é o meu corpo oferecido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós. [1]



Introdução:

Hoje é um culto muito especial... Não que os outros cultos não sejam especiais e bons. Mas, hoje estamos tento mais uma vez a oportunidade de participar da Santa Ceia do Senhor que para nós, é um momento de comunhão com o Nosso Senhor Jesus Cristo.
Porém, o que a Santa Ceia do Senhor significa para nós? A igreja primitiva, ou seja, a igreja dos primeiros séculos lembrava-se que Jesus a instituiu na noite da refeição da Páscoa:
Que para nós cristãos/ãs tem um significado diferente dos povos antigos “judeus” que comemoram a páscoa como uma festa da passagem “Mar Vermelho e também do Anjo da Morte”. Para nós cristãos/ãs, essa festa tem haver com a “morte e ressurreição” de Jesus Cristo, que é acreditado para nós de fato que Ele é o Cordeiro de Páscoa, porque Ele se tornou o sacrifício perfeito, sem pecado para os pecados de todas as pessoas. [2]

A Santa Ceia para nós, também é um meio de graça. Ou seja, é de graça. Não precisamos pagar para fazer parte dela. Isto é, essa graça que é O amor de Deus que salva as pessoas e as conserva unidas com ele. [3]




Desenvolvimento:

A simbologia que está por de trás do “vinho e pão” tem significados diferentes para nós cristãos/ãs dependendo da sua doutrina ou praticas religiosas. Como podemos observar neste comentário:

ü  Alguns acreditam que o pão e o vinho realmente se tornam o corpo físico de Cristo e o sangue respectivamente.
ü  Outros acreditam que o pão e o vinho permanecem inalterados, mas Cristo está espiritualmente presente no pão e no vinho.
ü  E ainda outros que acreditam que o pão e o vinho representam o corpo e o sangue de Cristo.[4]

Isto é, em geral todos/as cristãos/ãs reconhecem que participar da Santa Ceia do Senhor, é fundamental não só para a sua vida espiritual, mas também para entender que é uma pessoa importante diante de Deus e diante da sua comunidade.

E fazer parte desse banquete onde o Nosso Senhor Jesus Cristo está presente, não tem preço...
Então temos que entender que o pão e o vinho (representado como suco de uva) são para nós alimentos espirituais. Pois eles apontam para nós que Cristo Jesus está vivo e muito vivo entre nós...

Na Santa Ceia do Senhor, damos uma total importância para a simbologia do pão e vinho uma vez que, o Nosso próprio Senhor Jesus Cristo, pegou esses dois elementos e mostrou para os discípulos que estavam ali presente que, todas às vezes que comer ou beber, que fizessem isso em memoria d`Ele. Cristo na verdade estava entregando aos discípulos, uma forma que para nós cristãos/ãs que ao passar do tempo, essa mesma simbologia ser tornaria peça fundamental no cristianismo de hoje. Como por exemplo, nos chamando para o serviço.

E para entender melhor essa palavra serviço, vamos então à mesa. Mesa para nós na verdade representa salvação.  E essa salvação está ligada a serviço. A mesa para nós metodista está no centro do Altar para fixar isso em nossa memoria e também no nosso coração.

Já que salvação em todas as áreas na vida do ser humana (física, espiritual e financeira) são atos e processos pelo qual Deus livra a pessoa da culpa e do poder do pecado e a introduz numa vida nova, cheia de bênçãos espirituais, por meio de Cristo Jesus. [5]

Ao pesquisar sobre esse assunto... Fez-me resgatar principos cristãos que acabam ao passar do tempo sendo esquecidos. E quando voltamos a ser impactados/as a nunca se esquecer desse momento memorável que o Nosso Senhor Jesus Cristo nos deixou ficamos pasmos, ou seja, surpresos/as de algo que não podemos nos esquecer...

Como por exemplo, o arrependimento:
Que tanto no judaísmo e no cristianismo, ato central da virtude religiosa que consiste em um sentimento de rejeição sincera, por parte do pecador, ao seu comportamento pregresso, ou seja, que passou antes, e que resulta na intenção de um retorno contrito à lei moral. [6]

Comentário e desabafo pessoal...


Voltando ao assunto mesa...
A Mesa do Senhor implica em pessoas chamadas e, em seguida, comissionadas por Deus. A Mesa do Senhor é, assim, uma atualização, uma rememoração do nosso chamado, da Missão. E é pela Missão e através dela que Cristo se faz presente. A Missão é, pois, lugar de unidade, de fortalecimento, de serviço, de doação. A Mesa do Senhor não é, portanto, um convite para nos separarmos das pessoas e do povo ao qual somos chamados a servir, a evangelizar. Na verdade, a Mesa do Senhor é um comissionamento sob a graça de Deus: "Agora, ide a todo mundo e pregai o Evangelho!”. [7]


Conclusão:

Vamos sair daqui hoje, com a certeza que queremos deixar para trás, tudo aquilo que tem nos afastado de Deus... Reconhecer que fazendo parte desse memorial estamos renovando a nossa aliança com Cristo Jesus. Que através dessa aliança, está em Nome de Jesus sendo removida toda mancha e marca de pecado em nós.

Que hoje, mais uma vez, possamos sair daqui renovados/as e com uma aliança novinha com Cristo e obedecendo verdadeiramente tudo aquilo que Ele nos mandou fazer que fosse servir e salvar vidas...

Uma vez que, somos convidados a lembrar de que diante de Deus e diante de Seu Filho Amado somos todos iguais e todos/as que têm a oportunidade de fazer parte dessa mesa tem um compromisso com Eles... Uma vez que somos um grande altar de comunhão [8]não só dentro da Igreja, mas fora dela... Que o Nosso Senhor Jesus Cristo nos traga a clareza e entendimento sobre a Sua mensagem sobre serviço e salvar vidas... 

Caieiras - São Paulo

Pastor Anderson Magno 06 de Outubro de 2013.




[1]  Sociedade Bíblica do Brasil. 2003; 2005. Almeida Revista e Atualizada - Com Números de Strong. Sociedade Bíblica do Brasil.
[2]  BORTOLLETO FILHO, Fernando (Org.). Dicionário Brasileiro de Teologia. São Paulo: ASTE, 2008. p. 75.
[3]  KASCHEL, W., ZIMMER, R., & Sociedade Bíblica do Brasil. 1999; 2005. Dicionário da Bíblia de Almeida 2ª ed. Sociedade Bíblica do Brasil.
[4] BÍBLIA de estudo: aplicação pessoal. São Paulo: CPAD, 2009. p. 1600.
[5]  KASCHEL, W., ZIMMER, R., & Sociedade Bíblica do Brasil. 1999; 2005. Dicionário da Bíblia de Almeida 2ª ed. Sociedade Bíblica do Brasil.
[6]  Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa, versão 2.0a – Abril de 2007.
[7]  Disponível em: < http://www.metodista-rio.org.br > - Acesso em 06 de outubro.
[8]  Disponível em: < http://www.metodistavilaisabel.org.br > - Acesso em 06 de outubro.